8 dicas para vencer o envelhecimento

0
1256

Mais que uma vez, já vários estudos comprovaram que o estilo de vida determina o nosso envelhecimento muito mais do que a genética. E apesar de o envelhecimento ser inevitável, pode retardar o mesmo seguindo estas dicas, que o ajudarão a envelhecer lentamente e com saúde.

1. Coma com a sua saúde em mente

Todos conhecemos a rotina: Alimentos com baixos teores de gordura e colesterol, em todas as refeições. Dê preferência a frutas e legumes que não precisam de ser cozinhados.

2. Exercite-se regularmente

Inscreva-se num ginásio, participe em atividades lúdicas ou frequente parques para caminhadas. Desportos aquáticos são particularmente bem recomendados por profissionais da área uma vez que o risco de lesões é praticamente zero.

3. Use a cabeça e mantenha-se em atividade

A mente também deve ser exercitada através de atividades lúdicas como palavras cruzadas, jogos de mesa (xadrez, damas, etc.), leituras e a Internet. Manter a atividade sexual pode ser estimulante e de grande ajuda para melhorar a auto-estima.

4. Visite seu médico regularmente

Os check-ups podem prevenir surpresas. Preste atenção a sinais como doenças que demoram a ser curadas, falta de ar, dor de cabeça e mudanças na pele do rosto e outras partes do corpo que ficam expostas ao sol.

5. Use remédios alternativos cuidadosamente

Remédio é remédio, não importa a origem. Vitaminas e demais fórmulas “naturais” devem ser tomadas com prescrição médica, quando fundamentadas em pesquisas com valor científico.

6. Varie a sua rotina, exceto a medicação, ordens médicas ou dietas especiais

Descubra coisas novas, volte a estudar algo que possa ser-lhe útil no dia-a-dia como cursos de informática, de dança, de teatro, de música, etc. – tem muitas opções por onde escolher.

7. Misture-se com pessoas de outras idades

A troca de experiências pode ser valiosa para aceitar as transformações que ocorrem na sociedade e no comportamento humano.

8. Mantenha o sentido de humor

Rir é o melhor remédio. Pessoas nervosas e deprimidas estão mais propensas a ficar doentes, além de precisarem de mais tempo para recuperarem.

Deixar uma resposta