Dicas práticas para limpar o organismo

0
1359

Se não resistiu às delícias gastronómicas das festas de verão, excedeu-se nas bebidas e agora está com um enorme sentimento de culpa por ter cometido tanto exagero, saiba que uma alimentação desintoxicante pode amenizar o estrago que esse período de mesa farta muitas vezes provoca.

É comum nesta época do ano as pessoas ganharem peso, principalmente porque para muitos, além das festas comemorativas, o período de férias faz com que haja um descuido com a alimentação. Sorvetes, refrigerantes, bebidas alcoólicas, fritos e doces à beira-mar passam a fazer parte do cardápio de muitas pessoas.

Para que o organismo se recupere de tanta agressão, é importante haver nos dias seguintes um repouso e uma alimentação adequada à base de alimentos e bebidas leves. O processo de desintoxicação envolve a substituição de alimentos industrializados do cardápio, além de alimentos refinados, ricos em sal, cafeína, açúcares e aqueles providos de aditivos alimentares e gorduras prejudiciais à saúde.

O objetivo é eliminar do cardápio, por alguns dias, todos os compostos que comprovadamente prejudicam o organismo, causando inchaço, elevando as taxas de colesterol e triglicéridos e propiciando o aumento de gordura corporal.

A boa notícia é que este tipo de alimentação só deve ser usado por períodos curtos, ou seja, entre 5 a 7 dias, pois pode comprometer a saúde, uma vez que geralmente não existe um equilíbrio nutricional e as necessidades individuais de cada pessoa muitas vezes não são atendidas plenamente. Dessa forma, este tipo de dieta é contra-indicada para grávidas, idosos, crianças e pessoas com doenças cardíacas, hipertensão arterial, diabetes, etc.

Uma dieta de desintoxicação saudável deve ser baseada em frutas, vegetais e líquidos, e deve estar sempre associada a alimentos proteicos de baixas calorias.

Pare de beber

Começando pelo que deve evitar, o álcool prejudica o fígado e torna mais difícil resistir aos doces e alimentos pouco saudáveis. Beber demais aumenta ainda o risco de sofrer de pressão alta, obesidade, diabetes e ainda envelhece a pele. Opte por água, chá ou até um copo de vinho tinto, esporadicamente, pois os seus antioxidantes fazem bem à saúde.

Fuja dos açúcares

Todos os tipos de açúcar adicionam calorias à dieta e aumentam a quantidade de glicose no sangue. Consumir muito açúcar pode causar inflamações que aumentam o risco de doenças cardíacas e alguns tipos de cancro, além de fazerem a pessoa se sentir cansada. Por isso, tente fugir dos alimentos que dizem ter açúcar e altas doses de frutose nos ingredientes.

Evite industrializados

Na desintoxicação, até mesmo a versão light dos molhos industrializados deve ser eliminada do cardápio, pois tem grande quantidade de sódio e gordura. Fique pelos temperos naturais. O vinagre de maçã e o de limão, por exemplo, trazem substâncias antioxidantes e fortalecem a imunidade, deixando o organismo mais ativo contra as toxinas. Já o azeite de oliva lubrifica o intestino, otimizando a eliminação dessas toxinas, e ainda acelera as funções metabólicas.

Evite gorduras “más”

Aquelas que são trans e saturadas podem entupir as artérias e promover inflamações. Verifique os rótulos para saber se não há gordura hidrogenada nos ingredientes e fuja dos fritos. Limite o consumo das gorduras saturadas a menos de 7% do total das suas calorias diárias, substituindo carnes por cortes magros e trocando os lacticínios integrais pelos desnatados. Lembre-se de manter as gorduras boas por perto, como as presentes no salmão, abacate e até na manteiga de amendoim.

Insista nas fibras

Encontradas na farinha de trigo, na massa e no arroz integral, elas varrem as toxinas para fora do organismo. Além disso, favorecem o bom funcionamento do intestino, dão saciedade e ajudam na perda de peso, ajudando ainda a baixar o colesterol. Estudos indicam que as pessoas que têm uma dieta rica em fibras absorvem 6% menos calorias do que aquelas que preferem alimentos refinados. Aposte na aveia, feijões e batatas.

Aposte em frutas cítricas

Kiwi, caju, limão e laranja, por meio de um composto chamado limonóide, faz com que o fígado libere mais toxinas do organismo. Esse efeito pode ser conseguido com a fruta consumida in natura ou usada no preparo de peixes, sumos naturais ou saladas.

Beba muitos líquidos

Ao longo do dia, o hábito é fundamental na eliminação de toxinas por meio do suor, das fezes e da urina. Aqui, vale água, chá ou sumos naturais, sopa e até alimentos aquosos, como melancia, melão, alface e pepino.

Coma devagar

Mastigue, engula e repita. Coma devagar para dar tempo ao cérebro de perceber que o estômago está saciado, evitando a ingestão de calorias extra e tente comer alguma coisa a cada três ou quatro horas.

 

COMPARTILHAR
Artigo anterior5 alimentos que combatem alergias
Próximo artigoCheck-up médico
A equipa Corpo de Sonho é um grupo dinâmico e enérgico de indivíduos que vivem apaixonados pelo desporto e por levar uma vida saudável durante todo o ano. A nossa missão é ajudar todas as pessoas a adotar um estilo de vida mais saudável, cheio de energia e vitalidade, assegurando que cada individuo fica mais perto de alcançar os seus objetivos pessoais.

Deixar uma resposta