Glossário de Fitness e Musculação

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X Y Z

A

Abs – Abreviação para os abdominais, músculos do abdómen.

Ácido lático – Ácido lático e desporto – Respiramos mais depressa durante um exercício muscular, porque consumimos mais oxigénio. Os músculos, porém, são dotados de um mecanismo que garante a continuidade do esforço, mesmo na ausência do oxigénio: a respiração anaeróbia, onde a decomposição da glicose origina ácido lático. Quanto maior a atividade muscular, mais ácido lático é acumulado no músculo, tornando-o fatigado e incapaz de contrair-se, produzindo cansaço e até cãibras.

Aeróbico – O exercício aeróbio é aquele que é realizado aumentando o consumo de oxigénio pelo organismo. Esse tipo de exercício trabalha uma grande quantidade de grupos musculares de forma rítmica. Andar, correr e pedalar são alguns dos exemplos de exercícios aeróbios. Do ponto de vista da saúde, os exercícios aeróbios são quase uma “poção mágica”. Podem ajudar a emagrecer, combater o stress, melhorar o sistema imunológico e reduzir o risco de algumas doenças. Aeróbio significa “que vive no ar”, e quando relacionado com a atividade física, refere-se a atividades que aumentam o consumo de oxigénio e a frequência cardíaca.

Agonista – (Músculo agonista) – São os músculos principais que ativam um movimento específico do corpo, contraindo-se ativamente para produzir um movimento desejado. Ex: Ao pegar um haltere, agonistas são os flexores dos dedos.

Aminoácidos – Os aminoácidos formam a estrutura das proteínas e são essenciais para o corpo humano. Os atletas em geral são as pessoas que mais beneficiam com a suplementação de aminoácidos porque ajudam no reparo, crescimento e desenvolvimento do tecido muscular. Os aminoácidos são essenciais para a produção de mais de 50 mil proteínas e mais de 15 mil enzimas, incluindo as enzimas digestivas, que devem estar em ótimo funcionamento para que seja possível aproveitar ao máximo a sua alimentação e suplementação.

Anabolismo – É a parte do metabolismo que se refere à síntese de substâncias num organismo, ou seja, a partir de moléculas mais simples, são criadas moléculas mais complexas. O anabolismo só ocorre quando existe um excedente calórico, caso esteja em défice calórico, acontece o catabolismo. Um exemplo comum de um processo anabólico relacionado com os atletas é a formação de proteínas a partir de aminoácidos.

Anaeróbico – Anaeróbico numa tradução à letra significa “sem ar”, e refere-se à geração de energia no tecido vivo independente do oxigénio. Exercícios anaeróbicos são atividades breves de alta intensidade nas quais o metabolismo anaeróbico acontece nos músculos. Exemplos de exercícios anaeróbicos incluem musculação, sprints, saltos e qualquer outro exercício que consista de movimentos rápidos de alta intensidade. Exercícios anaeróbicos são geralmente usados por atletas para desenvolver a força e construir massa muscular. Músculos que são treinados sob condições anaeróbicas desenvolvem melhor performance em atividades de curta duração e alta intensidade.

Antagonista – Músculos que se opõem à ação dos agonistas, quando o agonista se contrai, o antagonista relaxa progressivamente, produzindo um movimento suave. Ex: seguindo o exemplo dado para os músculos agonistas, os antagonistas são os extensores dos dedos.

Antioxidante – Pequenos compostos que minimizam a oxidação dos tecidos no corpo e ajudam a controlar os radicais-livres e os seus efeitos negativos.

Assimetria – Diferença de tamanho ou formato do músculo direito para o esquerdo ou vice-versa.

Atrofia – Diminuição do tamanho dos tecidos musculares e órgãos.

Voltar ao topo

B

BF% (Body fat) – Medida em percentagem da gordura corporal relativamente à massa corporal. Exemplo: Se alguém tem uma BF de 15%, isso quer dizer que 15% da massa corporal dessa pessoa é gordura.

Bíceps – Constituído basicamente por dois músculos: o bíceps exterior, curto, e o bíceps interior, longo. É responsável pela flexão do cotovelo e flexiona o ombro transversalmente. É também constituído por outros músculos, que se situam entre o próprio e o tríceps. Treinar os bíceps envolve uma série de fatores que ora o isolam, ora o atingem em conjunto.

Bodybuilding – Culturismo.

Bulking – Aumentar o peso corporal pela adição de massa muscular sem preocupações relevantes sobre o percentual de massa gorda (até 18% de gordura).

Voltar ao topo

C

Carboidratos – Ver “Hidratos de carbono”.

Catabolismo – Catabolismo é um processo metabólico que implica a “quebra” de substâncias complexas em substâncias mais simples. Refere-se à assimilação ou processamento da matéria adquirida para obtenção de energia. Para ganhar massa muscular deve, portanto, evitar ao máximo o catabolismo muscular, promovendo o anabolismo através de treino direcionado e uma alimentação adequada.

Concêntrico (fase concêntrica) – A fase onde o peso é levantado.

Cortisol – O cortisol serve para ajudar o organismo a controlar o stress, reduzir inflamações, contribuir para o funcionamento do sistema imunológico e manter os níveis de açúcar no sangue constantes, bem como a pressão arterial.

Cutting – Fase de definição (perda de gordura), onde a rotina do atleta é focada para a queima de gordura e definição muscular.

Voltar ao topo

D

Diurético – Fármacos que removem o excesso de água do corpo. Certas ervas e alimentos também podem ser utilizados pelas suas capacidades diuréticas.

Drop set – Técnica onde o atleta faz série de qualquer exercício até à falha, então diminuí a carga e repete (sem pausa) o exercício até à falha, só que com menos peso, e assim sucessivamente de acordo com o plano de treino delineado.

Dumbbell – Haltere em português.

Voltar ao topo

E

EFAs – Grupo de gorduras que o nosso corpo não consegue sintetizar, o seu consumo é muito importante na produção hormonal do corpo. Podem ser ingeridas através da alimentação e/ou suplementação.

Ectomorfo – Os Ectomorfos são pessoas magras que possuem dificuldade em ganhar peso, tanto em massa magra como massa gorda, e por isso apresentam valores baixos de percentagem de gordura corporal e têm, regra geral, pouca resistência em comparação com os outros tipos de morfologia.

Endomorfo – As pessoas com este tipo de morfologia são geralmente mais predispostas a uma maior acumulação de gorduras. Conhecidas por terem um visual menos definido, é mais difícil para elas conseguirem um corpo em forma através de exercício e dieta. A boa notícia é que a estrutura óssea dos endomorfos é larga e forte, e isso pode ser uma vantagem quando o objetivo é ganhar massa muscular.

Estrogênio – Principal hormona feminino, é responsável pelo comportamento “feminino”, determinando a feminilidade, agindo sobre as células, anatomia e comportamento.

Excêntrico (fase excêntrica) – Fase de descida na realização de um exercício, também conhecida como fase negativa.

Voltar ao topo

F

Falha – É o ponto onde o músculo está tão fatigado que não consegue realizar mais nenhuma repetição.

Frutose – A frutose é o açúcar que se encontra na fruta. Pode ser usada isoladamente para colocar em bebidas e sobremesas ou pode já fazer parte dos alimentos industrializados.

Voltar ao topo

G

Giant set – Séries com vários exercícios que atingem o mesmo músculo de formas diferentes, sendo executadas com pouco ou nenhum descanso entre elas.

Glicose – A glicose, também designada por glucose, dextrose ou açúcar da uva, é o monossacarídeo (aldo-hexose) mais abundante na Natureza, estando presente nos frutos doces, e pode ser encontrado no nosso sangue, sendo o principal combustível de energia do corpo.

Voltar ao topo

H

HDL – Lipoproteína de alta densidade (em inglês: High Density Lipoprotein – HDL) faz parte da família das lipoproteínas. É classificada como “colesterol bom”, pois age eliminando os depósitos de gordura no interior das artérias, diminuindo o risco de doenças cardíacas. O colesterol HDL baixo é perigoso, quando encontra-se em concentrações menores que 60mg/dl no sangue.

Hidratos de carbono – São a principal fonte de energia para o movimento, trabalho e realização de todas as funções do organismo. Descubra porque precisamos de hidratos de carbono aqui.

Hiperglicemia – A hiperglicemia caracteriza-se pelo elevado nível de glicose no sangue. O valor a partir do qual se considera hiperglicemia varia de pessoa para pessoa, pelo que deve falar com o seu médico acerca disso. Geralmente um valor acima de 200 mg/dL é já considerado demasiado alto.

Hipertrofia – A hipertrofia muscular é uma resposta fisiológica caracterizada pelo aumento do volume dos músculos decorrentes de estímulos gerados pelo exercício físico. Esta resposta é uma adaptação ao stress decorrente do aumento de tensão e/ou ph gerados no tecido muscular. A musculação é a forma mais eficiente de obter hipertrofia muscular.

Hipoglicemia – A hipoglicemia acontece quando os níveis de glicose no sangue descem geralmente abaixo dos 70 mg/dl. Os sintomas podem ser mais leves como visão turva, fadiga, dor de cabeça ou mais evidentes como desmaio.

Hormonas – Hormona (português europeu) ou hormônio (português brasileiro) é uma substância química específica fabricada pelo sistema endócrino ou por neurônios altamente especializados. Esta substância é segregada em quantidades muito pequenas na corrente sanguínea ou em outros fluídos corporais. Assim sendo, podem ser produzidas por um órgão ou em determinadas células do mesmo e a sua função é exercer uma ação reguladora (indutora ou inibidora) em outros órgãos ou regiões do corpo. Em geral, trabalham lentamente e agem por longos períodos de tempo, regulando o crescimento, o desenvolvimento, a reprodução e as funções de muitos tecidos, bem como os processos metabólicos do organismo.

Voltar ao topo

I

IFBB – International Federation of Bodybuilders – Federação Internacional de culturistas, fundada em 1946, é um grupo que divide os atletas entre amadores e profissionais.

Índice Glicêmico – O índice glicêmico, ou glicemia, (IG) é um fator que diferencia os hidratos de carbono, e está relacionado com o nível de açúcar no sangue.

Insulina – Insulina é uma hormona produzida pelo pâncreas, que permite a entrada de glicose nas células para ser transformada em energia. Também é essencial no consumo de hidratos de carbono, na síntese de proteínas e no armazenamento de lipídios (gorduras).

Voltar ao topo

L

LDL – Ou lipoproteína de baixa densidade (em inglês: Low Density Lipoprotein – LDL) faz parte da família das lipoproteínas, e um nível alto no sangue origina a acumulação de placas de gordura no interior das artérias e, consequentemente, aumenta o risco de doenças cardiovasculares. É considerado alto, quando seus níveis são iguais ou superiores a 130 mg/dL.

Voltar ao topo

M

Mesomorfo – Os mesomorfos são frequentemente descritos como pessoas com corpos atléticos. Indivíduos com este tipo de morfologia possuem boa definição muscular por natureza e atingem altos níveis de hipertrofia e explosão muscular. É, sem dúvida, o melhor biótipo para praticantes de musculação.

Metabolismo – O termo “metabolismo celular” é usado em referência ao conjunto de todas as reações químicas que ocorrem nas células. Estas reações são responsáveis pelos processos de síntese e degradação dos nutrientes na célula e constituem a base da vida, permitindo o crescimento e reprodução das células, mantendo as suas estruturas e adequando respostas aos seus ambientes.

Mr. Olympia – Mr. Olympia é uma competição internacional de culturismo criada por Joe Weider. A primeira edição realizou-se a 18 de setembro de 1965 em Nova Iorque.

Voltar ao topo

N

No Pain, No Gain – Sem Dor, Sem ganhos. No mundo do desporto em geral esta frase simboliza a ideia de que sem sacrifício, não há ganhos.

Voltar ao topo

O

Overtraining – Também conhecido como “Síndrome do Sobretreinamento”, é caracterizado pela perda da performance decorrente de um treino excessivo e prolongado, seja por volume ou intensidade muito elevados e/ou recuperação inadequada.

Voltar ao topo

P

Pega supinada – A supinação é o movimento de rotação do antebraço pelo qual a palma da mão torna-se superior (virada para cima ou para si). O seu oposto é a pronação.

Pega pronada – Pronação é a terminologia utilizada para descrever o movimento de rotação do antebraço pelo qual a palma da mão torna-se anterior (virada para baixo ou para a frente).

Proteína – São constituídas por uma ou mais cadeias de aminoácidos e estão presentes em todos os seres vivos e participam em praticamente todos os processos celulares, desempenhando um vasto conjunto de funções no organismo, como a replicação de ADN, a resposta a estímulos e o transporte de molécula. Descubra porque precisamos de proteína aqui.

Pump – Sensação de inchaço no músculo, causada pelo congestionamento de sangue na região treinada.

Voltar ao topo

R

Repetições forçadas – Durante as repetições forçadas, executa-se normalmente o movimento até à impossibilidade de mover a carga. Quando for detetada a falha na fase concêntrica, o ajudante (ou o próprio executante, quando possível) deve utilizar a quantidade de força mínima necessária para que o movimento concêntrico prossiga em naturalmente. O movimento “forçado” deverá prosseguir até que seja atingido o objetivo desejado (tempo sob tensão, número de repetições, etc.) ou que haja necessidade excessiva aplicação de força auxiliar.

Retenção hídrica – A retenção hídrica é um acúmulo anormal de líquidos entre as células que, normalmente, é eliminado pela urina.

Voltar ao topo

S

Simetria – Um corpo simétrico é um corpo que possui a parte superior e a inferior com compatibilidade e harmonia entre elas, e o lado direito e esquerdo idênticos em tamanho e forma.

Super série – Consiste na realização consecutiva de vários exercícios para o mesmo grupo muscular.

Voltar ao topo

T

Termogénicos – Os termogénicos, componentes à base de plantas, estimulam o metabolismo, aumentando o gasto energético e a utilização de gorduras.

Trapézio – O músculo trapézio, de configuração triangular, é o mais superficial dos músculos da região posterior do tronco e do pescoço.

Treino em pirâmide – Também conhecido como método da Pirâmide é utilizado principalmente quando o objetivo do atleta é o trabalho da força e hipertrofia. A pirâmide pode ser de dois tipos: crescente (consiste em aumentar a carga e diminuir o número de repetições ao longo da série) e decrescente (progressiva redução da carga e aumento do número de repetições ao longo da série).

Voltar ao topo

V

Vigorexia – A vigorexia, transtorno dismórfico muscular ou síndrome de Adonis, é uma doença psicológica caracterizada por uma insatisfação constante com o corpo, que afeta principalmente os homens, levando-os à prática exaustiva de exercício físico.

Volume de treino – O volume de treino é a quantidade de trabalho, que incorpora as seguintes partes:

  • Tempo (a duração do treinamento em horas);
  • Total de peso levantado por sessão;
  • Número de exercícios por sessão;
  • Número de séries e repetições por exercício ou sessão.

VO2 máximo – VO2 max é a quantidade máxima que o corpo consome de oxigênio durante a prática de uma atividade física. Este valor pode ser obtido indiretamente (através de diferentes testes, cada qual com seu protocolo e fórmulas) ou diretamente (pelo teste ergoespirométrico).

Voltar ao topo